I Feira da Reforma Agrária em Quixeramobim alimentando o Campo e a Cidade

Por: Notícias
Em 25 de Maio de 1989, o Movimento Sem Terra (MST) fincava bandeiras em um dos maiores latifúndios do Ceará: a fazenda Reunidas São Joaquim, entre os municípios de Madalena, Quixeramobim e Boa Viagem. Nascia ali o MST no Ceará. Para comemorar a data, entre os dias 22 e 23 de maio, o Movimento realizou a I Feira da Reforma Agrária em Quixeramobim.

“Se o campo não planta
 A cidade não janta”

Em 25 de Maio de 1989, o Movimento Sem Terra (MST) fincava bandeiras em um dos maiores latifúndios do Ceará: a fazenda Reunidas São Joaquim, entre os municípios de Madalena, Quixeramobim e Boa Viagem. Nascia ali o MST no Ceará. Para comemorar a data, entre os dias 22 e 23 de maio, o Movimento realizou a I Feira da Reforma Agrária em Quixeramobim.

Quem visitou a feira teve a oportunidade de conferir e levar para casa alimentos de ótima qualidade e preço justo, produzidos através do cuidado e respeito ao meio ambiente e aos camponeses e camponesas. Banana, coco, melancia, romã, limão, cheiro-verde, pimenta de cheiro, jerimum, feijão verde e de corda, mel, cachaças, sucos, bolos, queijos, pamonha, milho assado, nata, artesanatos, tudo produzido de forma orgânica, sem a utilização de agrotóxicos. Sobre a produção agroecológica, dona Francisca, moradora há 16 anos do Assentamento Quinin faz a propaganda: “É bom demais porque a gente não adoece nunca”. Também foram vendidos livros da Expressão popular e camisetas.

Estiveram presentes no evento, a Cooperativa Central das Áreas de Reforma Agrária no Ceará/CCA-CE, os Assentamentos do Sertão Central também marcaram presença com seus produtos, sua riqueza e alegria. Os Assentamentos Lagoa Nova, Quinin, Tanquinhos, Freitas, Santa Elisa, Nova Ladeira, Julio Campos, 25 de Maio, este último, trouxe as experiências da Escola de Ensino Médio e do Campo João dos Santos de Oliveira, popularmente conhecida como Escola João Sem-terra.

Defensivos naturais produzidos pelos alunos e alunas da Escola de Ensino Médio e do Campo João dos Santos de Oliveira | Foto: Mayara Albuquerque / Arquivo IAC
Os estudantes juntamente com a professora Gorete exibiram a produção de defensivos naturais desenvolvidos no projeto “O uso de Agrotóxicos e os Impactos na Saúde e no Meio Ambiente do Assentamento 25 de maio”, como também compartilharam o projeto de leitura “Em cada canto da escola”, onde vários livros ficam espalhados em lugares estratégicos da escola, promovendo o acesso à leitura e a sensibilização de leitores.

Durante a feira também houve apresentações culturais com artistas da terra, como os cantores Fernando Miguel, Ailton Soares, Azanias e banda e Luís Paulo, contando também com a apresentação mais que especial da Banda de Lata Criança Feliz, do Assentamento Recreio.

A sexta-feira, dia 23, foi um dia muito especial para os assentados. Além de participarem de sessão solene que ocorreu durante a manhã, na Câmara Municipal de Quixeramobim, à noite foram assinados os contratos para construção de habitações do acampamento Irmã Tereza, com presença de representantes da Caixa Econômica Federal, Governo do Estado e Prefeitura Municipal. O evento foi inteiramente aberto ao público, culminando com o show musical da banda Lagosta Bronzeada e Felipão.

A atividade foi uma realização do MST em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Quixeramobim, Instituto Antonio Conselheiro, Dom Hélder Câmara, Governo do Estado, Sebrae e Prefeitura Municipal de Quixeramobim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *