Juventude planta agroecologia para bem viver

Terça, 03 Março 2020 17:28 Por:
Juventude planta agroecologia para bem viver

A mata é milenar!

Quem cultiva mudas nativas, segue em frente e não se apavora! Chagas nos ensinou com entusiasmo como é importante estar ao lado da natureza, respeitando o tempo, cada pequenitude e grandeza. Nas fotos ele segura uma muda que é irmã de tantas outras que são cultivadas em um viveiro artesanal, mantido por ele e a juventude da comunidade de Dois Riachos localizada no município de Ipu.

Essa ação é fruto da inserção da juventude em atividades formativas que o Instituto Antônio Conselheiro #IAC vem desenvolvendo desde 2018 por meio do Projeto Paulo Freire (SDA/FIDA), que abordam temas como como: sucessão rural, agroecologia, terra e cultura. Foi a partir desse processo que Chagas se tornou presidente da associação comunitária de Dois Riachos, mas as atividades em detrimento a comunidade sempre foram além de assuntos burocráticos e da vida em comunidade, a juventude ao longo do PPF vem desenvolvendo intercâmbios, dias de campo e rodas de conversa que evocam a história da comunidade e de seus antepassados, nesse processo a terra sempre foi vista como um organismo vivo e que merece ser tratado com respeito, cuidado e valorização. Chagas e o grupo de jovens a qual ele faz parte, mantém o viveiro de mudas nativas a partir do entendimento que essas plantas enriquecem nosso solo e ajudam na mitigação das mudanças climáticas, fortalecendo nossa biodiversidade.

O ato manutenção da vida não é somente de responsabilidade da natureza, mas também das pessoas que convivem ao redor dela. Vale lembrar que o Brasil se comprometeu em restaurar 12 milhões de hectares de florestas até 2030, uma área que segundo a WRI BRASIL, significa mais do que um terço dos 30 milhões de hectares de florestas que foram degradadas e desmatadas no Brasil no ano de 2019, uma área aproximadamente do tamanho da Itália. A juventude de Dois Riachos planta mudas nativas também como um ato político em resposta ao descaso da política de combate ao desmatamento no último ano.

➡ Quer ficar por dentro das nossas ações? Acesse nosso instagram e partilhe a agroecologia para outras pessoas!


voltar