A juventude vem fazer história! Conheça a Campanha Solidariedade e Arte

Terça, 14 Julho 2020 15:09 Por:
A juventude vem fazer história! Conheça a Campanha Solidariedade e Arte

Retratar a realidade das comunidades rurais através do olhar dos povos que vivem nela é fazer uma comunicação que apresente o Semiárido tal como ele é. As juventudes rurais além de estarem construindo a luta pela agroecologia com participações ativas em espaços sociais nas comunidades rurais, também realizam a comunicação popular seja através de ações no cotidiano ou pelas mídias sociais, as juventudes compartilham a partir do seu olhar e voz as lutas, as conquistas e os desafios que os povos do campo cotidianamente vivenciam.

Na luta por uma comunicação de direitos, as juventudes que formam os grupos “Juventude Agrícola da Serra” e “Imperadores da Serra” encontram através da fotografia, do cordel e da dança formas de experimentar e manifestar um Semiárido que acontece, valorizando a diversidade dos povos, suas lutas, suas cores e sua história. A comunicação que essas juventudes realizam está contextualizada a vida no campo e também são ações de forte enfrentamento a desvalorização do Semiárido e romantização da seca tão retratada até hoje em livros, jornais e tv, trazendo consigo o contexto de um Semiárido sem vida ou diversidade.

Esses grupos de jovens surgiram nas comunidade rurais de Engenho Velho e Baixa Verde, localizadas no município de Ipueiras (CE) a partir do trabalho de assessoria social do Instituto Antônio Conselheiro (IAC) através do Projeto Paulo Freire (FIDA/SDA). Para o jovem Cosmo Veras que faz parte do grupo de jovens Imperadores da Serra, a comunicação popular é um chamado e um dever, “Vejo aqui jovens que lutam juntos e que quando a gente se manifesta é muito importante é um chamado que veio para nos juntar, um dever enquanto jovem também”.

Em uma iniciativa coletiva dos grupos de jovens “Juventude Agrícola da Serra” e “Imperadores da Serra” com o apoio do Instituto Antônio Conselheiro (IAC), as juventudes fazem um chamado para a sociedade civil para a campanha Solidariedade e Arte, lançada no início do mês de julho com o objetivo de possibilitar as juventudes que integram os grupos, condições materiais de dar continuidade aos processos de comunicação popular em suas comunidades, através da luta e reconstrução da imagem e da história dos povos do Semiárido.

A Campanha Solidariedade e Arte objetiva arrecadar R$ 5.000 para aquisição de uma câmera semiprofissional e um smartphone de porte médio para que os grupos de jovens continuem a desenvolver seu trabalho com a fotografia e processos de comunicação popular. Junte-se conosco nessa campanha, faça parte da luta por uma comunicação do povo feita para o povo! Você pode doar qualquer valor na conta abaixo do jovem Gonçalo Martins que integra o grupo Juventude Agrícola da Serra”.

voltar