Publicações: João Marcos Nunes

O Instituto Antônio Conselheiro, acompanhou (23-04) a assinatura do instrumento de repasse referente a liberação de recurso do Plano de Investimento (PI) da Associação Comunitária dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Araças, esta Associação abrange as comunidades de: Araças, Baixa Verde e Corcundo no município de Ipueiras. O ato foi acompanhado pelo Técnico do IAC, Ednaldo Sousa, onde o presidente da associação, Senhor Luiz Alves de Lima, assinou o instrumento. O Plano de Investimento atenderá 50 famílias das 3 comunidades acima citadas. Esse repasse implicará no apoio ao estabelecimento e fortalecimento de iniciativas produtivas, comunitárias e familiares, aumentando suas capacidades e habilidades para desenvolver negócios rurais, levando em conta a adoção e promoção de práticas agroecológicas e o manejo sustentável de recursos naturais. Fomentar o desenvolvimento produtivo sustentável que incremente a produtividade das atividades (agrícolas e não agrícolas) desenvolvidas nas comunidades e unidades familiares, gera oportunidades de renda e trabalho. As atividades produtivas apoiadas pelo PI são diversas, levando em consideração a pluralidade e potencialidade das comunidades, entre as atividades produtivas podemos destacar: quintais produtivos mantidos por sistemas de reúso de águas cinzas, suinocultura associada a biodigestores, criação de ovinos, irrigação sustentável, extração de óleo do coco babaçu, etc. O Projeto de Desenvolvimento Produtivo e de Capacidades – Projeto Paulo Freire, é fruto do acordo de empréstimo I-882-BR/E-17-BR entre o Governo do Ceará e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA). e vai beneficiar 5.250 famílias de 152 comunidades dos 31 municípios atendidos pelo Paulo Freire. O Instituto Antônio Conselheiro irá executar o projeto em 69 comunidades rurais da região de Sobral 2, beneficiando 2.700 famílias.
Leia mais
O Instituto Antônio Conselheiro (IAC) realizou no município de Quixeramobim, o “Encontro de capacitação de Pedreiros do Projeto Uma Terra, Duas Águas (P1+2) em parceria com a Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), financiado pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). O evento reuniu 21 pedreiros dos municípios de Quixadá, Horizonte, Itatira, Madalena, Senador Pompeu, Choro, Capistrano, Ibaretama e Quixeramobim. O objetivo do encontro foi apresentar o projeto P1+2, aperfeiçoar e qualificar os conhecimentos dos pedreiros que possuem um papel bastante significativo para a construção das tecnologias sociais. Na capacitação foi feito o resgaste dos projetos que o IAC já executou e os impactos gerados nas vidas das famílias e suas comunidades. Em caráter metodológico, foi apresentado as condições técnicas importantes para a execução do projeto, bem como foram elencados alguns pontos a serem rearticulados para que a implementação das tecnologias sejam bem-sucedidas. O pedreiro Antônio Carlos Belarmino da comunidade Lagoa de São Miguel destacou que momentos como estes são importantes para uma maior compreensão sobre a parte estrutural das tecnologias. “Quando a gente está construindo, é importante ter atenção com os detalhes e fazer com que a cisterna funcione bem”. O IAC está executando o projeto P1+2 nos municípios de Quixeramobim e Quixadá e irá beneficiar 200 famílias com a instalação de tecnologias para desenvolvimento de quintais produtivos e práticas agroecológicas.
Leia mais