Publicações

Tecer a rede, plantar a Agroecologia e colher bons frutos no Sertão Central do Ceará

A Rede de Agricultores e Agricultoras Agroecológicos do Sertão Central foi formada em maio do ano de 2014, a partir da necessidade de congregar forças e dar maior consistência política ao movimento agroecológico da agricultura familiar Sertão Central do Ceará. Ela é constituída por agricultores e agricultoras com apoio de organizações que possuem como objetivo organizar, fortalecer e consolidar a agricultura familiar ecológica.

Ver Publicação

Seu Diocir, sua arte e sua gente

Morador do Assentamento Santa Helena, no município de Quixeramobim, no Sertão Central do Ceará, Seu Diocir é um daqueles grandes exemplos de agricultor que carrega a marca da resistência, da vontade de trabalhar e construir. Casado com a Dona Hozana, sempre viveu da agricultura, onde conseguiu criar com muita dignidade os cinco filhos. Quando perguntado sobre sua profissão, a resposta é simples: "Essa é a minha arte!

Ver Publicação

A união e a agricultura constroem a força: a família de Dona Socorro e seu Tiquim

Dona Socorro tem o Sertão no olhar. Seus olhos refletem a sabedoria de quem já viveu muito. No olhar dela tem flor e espinho, sol de rachar o chão e chuva que desabrocha os brotos. No olhar dela tem acolhimento e paz, aconchego e esperança. Assim como o Sertão, tem força.

Ver Publicação

Assentamento Alegre: povo que luta e faz a história acontecer

O Assentamento Alegre vem encontrando na diversificação de atividades alternativas para melhorar a renda das famílias, entre elas a apicultura. A comunidade vem se construindo como exemplo no uso de tecnologias alternativas para melhorar a qualidade de vida do homem do campo, levando em consideração o cuidado ambiental e o respeito à natureza.

Ver Publicação

Três Corações e Uma História: amar a natureza, preservar a vida e o meio ambiente

No município de Capistrano (Ceará), a experiência de agricultores que realizam seus trabalhos baseados nos princípios da Agroecologia já ganhou espaço e notoriedade para além dos pés de serra que os rodeiam. Esses pioneiros são Pelé, Erasmo e Magno. A produção conta com grande variedade de vegetais livres de agrotóxicos, além de mel, ovos caipiras, dentre outras especiarias que são comercializadas quinzenalmente na Feirinha do Benfica em Fortaleza capital.

Ver Publicação

Semiárido é lugar para quem sonha e luta: a pequena grande saga de Júnior

Dia após dia lutando, essa é a vida do Francisco Pires Mota, o Júnior. De idas e vindas para São Paulo para cortar cana e outros trabalhos, o jovem rapaz decidiu pendurar as botas no lugar em que nasceu, no Assentamento Nova Diamantina, município de Itatira, no Ceará. Júnior deixou para trás tudo que o impedia de sonhar e crescer e com muita fé começou a cultivar no pequeno quintal de casa.

Ver Publicação

Aguida e Luzia: um exemplo de vida e resistência no semiárido

Na comunidade de Cândidos, município de Madalena no Ceará vive o casal Seu Zezito e Dona Maria e as filhas Aguida e Luzia, duas amantes da agricultura e da vida no campo, elas chamam a atenção dos vizinhos e de quem conhece sua história pela coragem que têm em lutar por boas condições de vida no semiárido.

Ver Publicação

A multifacetada mulher sertaneja

No semiárido brasileiro, milhares de mulheres diariamente mostram que "sexo frágil" não existe, o que existe e ainda perdura são o machismo e o preconceito. Gilvânia Freitas é uma delas. Desde pequena, Gil, como é conhecida pelos mais íntimos, ralou na vida para ajudar na criação dos irmãos. Com a sabedoria do pai, aprendeu que amigos devem estar em primeiro lugar e que a amizade é mais importante do que o dinheiro.

Ver Publicação

A feliz canção da minha vida: a história do poeta e sindicalista Seu João Ventura

Seu João Ventura vai completar 79 anos e mais da metade desses anos todos foram e ainda são marcados pela luta sindical. É, são 40 anos em que mal rompe a manhã, e João já está no batente, lutando pelos trabalhadores e trabalhadoras desse país.

Ver Publicação

Companheirismo e Organização: a experiência da família de Seu Eduardo e Dona Jeni

Seu Eduardo é agricultor "desde nascido" e vive com a sua família, a companheira Jeni e os três filhos no sítio Passagem do Meio, a 30km do município de Senador Pompeu. Com muito companheirismo e organização a família trabalha junto e desenvolve as atividades no sítio. O filho mais velho é casado e vive com a família pertinho dos pais, o "do meio" tem a própria casa, também no sítio, e o mais "novo" estuda.

Ver Publicação